O inconformismo e o cansaço com a mesmice, com o desperdício de tempo de dinheiro dos estudantes e a vontade de trazer o estágio em definitivo para o Século 21 foram as principais motivações para fundar a Zuna. (Acesse meu manifesto aqui).

Mas nestas últimas semanas um estado de calamidade se instalou e a pandemia tem provocado inúmeras mudanças no nosso cotidiano. E olhando os números da nossa operação nestes dias, foi incrível ver que centenas de estudantes iniciaram ou renovaram seus estágios.

E o que isso tem de mais, você se pergunta…

É bem provável que você ainda não conheça a Zuna. E se você seguiu a leitura sem acessar o link do meu manifesto, também é provável que não saiba que os estudantes não precisam deslocar-se pela cidade para assinar os contratos. Fazem isso de suas casas. Os representantes das empresas e instituições de ensino também podem seguir em home office, tudo é eletrônico.

Não tenho conhecimento técnico para saber a eficácia do isolamento social, mas as autoridades de saúde recomendam o confinamento como uma das melhores formas de não propagar o vírus. E em um momento tão excepcional como este, fico feliz em ter contribuído para que estes jovens não tenham sido expostos ao assinar seu contrato ou renovação de estágio.

Evidente que nunca pensei nesta aplicação para o que estamos fazendo. Mas ao perceber este efeito colateral positivo, temos mais uma motivação para enfrentar os momentos de dificuldade e seguir em frente.

Nosso time sempre foi estimulado a trabalhar em home office, portanto, continuamos trabalhando normalmente para que beneficiar cada vez mais pessoas com o nosso jeito diferente de promover o estágio.

Se você leu até aqui te convido a acessar nosso site e saber como podemos ajudar.

Se preferir, use nossos canais de atendimento; nossa equipe está pronta para auxiliar.

Mantenha a calma, tenha saúde e fé que vai passar.

 

Everton Mendes

Cofundador e CEO